quinta-feira, 4 de junho de 2020

Buscas sobre ‘como se tornar um hacker’ aumentam durante pandemia

Buscas sobre ‘como se tornar um hacker’ aumentam durante pandemia
Buscas sobre ‘como se tornar um hacker’ aumentam durante pandemia
O CyberNews realizou uma pesquisa para descobrir tendências de pesquisas no Google e trouxe um dado um tanto quanto curioso. Nos meses de março, abril e maio, o número de buscas relacionadas a crimes virtuais mostrou um aumento expressivo – sendo que visitas a sites e fóruns de hackers famosos subiram cerca de 66% somente em março.

Entre os tópicos de interesse, "hacking" e "scamming" foram identificados. Além disso, expressões que tenham a ver com procura por cursos do tipo dispararam, o que sugere o início de uma nova leva de pessoas interessadas em entrar para o submundo da internet. De acordo com o site, impactos econômicos causados pela pandemia podem ter levado aqueles que precisam de novos rendimentos a considerarem a alternativa.

Os dados ainda mostram que, de 15 termos analisados, dois estão atingindo o maior número de pesquisas de todos os tempos; cinco o maior valor em cinco anos; e oito chegaram ao destaque mais expressivo em 12 meses. E mais: o aumento de tráfego de sites voltados à prática de crimes virtuais parece estar diretamente relacionado ao início das medidas de afastamento no mundo todo.

Uma tendência crescente

Tendo como foco descobrir o interesse do público em aprender táticas de hackeamento, a análise revelou que tanto cursos quanto tutoriais e até mesmo o “empire market”, maior marketplace da dark web do mundo, estão sendo cada vez mais procurados – enquanto tópicos de cibersegurança não acompanham a tendência.

“A comunidade de cibersegurança observou uma quantidade massiva de atividades maliciosas junto com a pandemia, aumentando o medo de elevação das taxas de sucesso de tais empreitadas”, afirma Fabien Dombard, CTO do QuoLab Technologies.

Ainda assim, o CyberNews ressalta que isso não quer dizer, necessariamente, que teremos mais criminosos na rede – o que não significa que o mundo não deva ter preocupações com o cenário. “Enquanto houver crescimento no interesse dessas práticas durante a pandemia, as taxas de novos criminosos continuarão a aumentar. Isso é particularmente relevante em um momento no qual comprar um malware é mais fácil do que nunca”.

“Nem empresas nem indivíduos devem ficar passivos diante disso. É hora de tomar uma postura proativa”, finaliza.




> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com

‍



Geeks Online: