quarta-feira, 18 de abril de 2018

Youtuber de criptomoedas é hackeado e perde US$ 2 milhões ao vivo

Youtuber de criptomoedas é hackeado e perde US$ 2 milhões ao vivo
Youtuber de criptomoedas é hackeado e perde US$ 2 milhões ao vivo
Ian Balina, um youtuber que dedicava seu canal a falar sobre criptomoedas e ICOs, foi hackeado ontem enquanto fazia uma transmissão ao vivo pela plataforma de vídeos do Google. No total, de acordo com o The Next Web, Balina perdeu mais de US$ 2 milhões em tokens virtuais.

O roubo aconteceu enquanto Balina fazia uma transmissão ao vivo falando sobre ICOs - ofertas iniciais de moeda, um método por qual empresa lançam novas moedas virtuais para arrecadar fundos. Enquanto a transmissão ocorria, um espectador notificou o youtuber que "alguém transferiu todos os seus tokens para fora de sua carteira".

Apesar do aviso, Balina continuou normalmente a transmissão. Mas 15 minutos depois, após notar que sua conta do Google Sheets havia sido desconectada, ele encerrou a transmissão de maneira súbita. Em seguida, Balina comentou por meio de seu canal no Telegram e sua conta no Twitter que havia sido hackeado.

De acordo com Balina, ele não está preocupado com o dinheiro. "Aprendi minha lição. Só me importo com encontrar o hacker", diz ele. Rastreando as transações feitas pela sua carteira, ele conseguiu perceber que suas moedas foram movidas para fora de sua conta durante a própria transmissão. Ele também pode perceber que elas foram direcionadas a carteiras tradicionais de criptomoedas como Binance.

O que aconteceu?

Por meio de seu canal no Telegram, o youtuber explicou que acredita que foi hackeado por meio de seu e-mail da faculdade. Era esse e-mail que estava configurado como e-mail de recuperação de sua conta do Google. O que ele acredita que ocorreu foi que alguém hackeou seu e-mail da faculdade e, com isso, hackeou sua conta do Google. Isso feito, a pessoa teve acesso às suas chaves de acesso da carteira digital e pode retirar suas criptomoedas. 

Mas por meio do Twitter, Balina diz que está "trabalhando com especialistas e autoridades" para tentar descobrir quem foi o responsável pelo roubo. O caso, ainda sem resolução, serve como lembrete da importância de manter senhas seguras na internet - especialmente quando há dinheiro envolvido. 




> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com
> Facebook:

‍



Geeks Online: