quinta-feira, 26 de dezembro de 2019

Ransomware poder causar demissão de 300 funcionários de empresa

Ransomware poder causar demissão de 300 funcionários de empresa
Ransomware poder causar demissão de 300 funcionários de empresa
Um ataque de ransomware está causando a demissão de cerca de 300 funcionários em uma empresa. A causa seria porque a equipe de TI ainda não conseguiu recuperar os arquivos da organização e colocar a operação de volta.

Contudo, a demissão que ainda é tratada como incerta, poderá ser revertida. Os funcionários deverão ligar no dia 2 de janeiro para a empresa para verificar se ainda terão seus empregos.

O ransomware é uma espécie de malware que ataca as vítimas e criptografam os arquivos destas. Com isso, o acesso às informações seria possível apenas se for pago o resgate, normalmente em criptomoedas.

Ransomware causa demissão de muitos funcionários de empresa de telemarketing

Nos últimos dias, antes até do Natal, os funcionários da The Heritage Company receberam uma má notícia. A empresa na qual trabalhavam passa por maus momentos desde novembro de 2019.

Isso porque foi atingida por um ransomware, praga virtual que criptografa os arquivos. A equipe de TI tem estado em cima do problema, contudo, ainda não há uma solução a vista.

Os salários inclusive estariam sendo pagos do próprio bolso da CEO da empresa, Sandra Franecke. Entretanto, a situação estaria extremamente delicada, exigindo que a CEO tomasse uma medida drástica.

A medida, recebida com surpresa pelos funcionários, seria de que estariam sendo desligados da empresa de telemarketing. De acordo com o portal de notícias katv, a CEO enviou uma carta aos funcionários explicando tudo.

Por favor, saibam que NUNCA teríamos chegado a esse extremo se não fôssemos forçados. Agora é a hora de ser sincero e aberto sobre o que REALMENTE está acontecendo, para que todos saibam a verdade diretamente de mim, especialmente porque alguns de vocês têm informações incorretas e a disseminação de inverdades pelas mídias sociais está nos prejudicando ainda mais.

Servidores da empresa atacados por ransomware foram a causa das possíveis demissões

O ransomware que atacou a The Heritage não foi identificado pela CEO em sua carta, postada em grupo do Facebook da empresa. Além disso, não foi informado o quanto foi pago de resgate para ter de volta os arquivos da empresa hackeada, nem se o referido foi feito com Bitcoin ou outra criptomoeda.

Contudo, a CEO deixou claro que pagou pelo resgate e que desde então a equipe de TI está lutando para reativar os sistemas da empresa. Com a demora na solução, que era esperada acontecer de maneira mais rápida, nem transações bancárias estão sendo processadas.

De acordo com Sandra, a Heritage está suspensa até dia 2 de janeiro. Após isso, uma postagem no grupo da empresa dará mais detalhes do que será realizado pela empresa para contornar o problema. Até então, os funcionários estão acreditando que foram demitidos, sendo a causa um ransomware.

Então aqui está: A Heritage Company está suspendendo temporariamente nossos serviços. Em 2 de janeiro, haverá uma mensagem na linha do tempo. Essa mensagem fornecerá informações atualizadas sobre a reestruturação da empresa e se fizemos ou não progressos em nosso sistema.

Com a organização parada, os salários não podiam mais ser pagos aos funcionários. A empresa também não estava gerando mais receitas, ou seja, mesmo que volte a funcionar, a situação é muito complicada.

Em resumo, as empresas que não estão preparadas para lidar com as novas ameaças digitais correm sérios riscos. Inclusive, essa não é a primeira empresa que é fechada por um ransomware no mundo, já tendo outros casos de demissão devido à ameaça.




> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com
> Facebook:

‍



Geeks Online: