quinta-feira, 25 de julho de 2019

5 soft skills que todo profissional de TI precisa desenvolver

5 soft skills que todo profissional de TI precisa desenvolver
5 soft skills que todo profissional de TI precisa desenvolver
Para a maioria dos líderes de TI, as habilidades sociais são de extrema importância. Em uma pesquisa realizada pela empresa de consultoria West Monroe Partners, 1.250 profissionais de RH foram entrevistados, afirmando que avaliam candidatos para a TI a partir de soft skills. 98% dos participantes relataram que as análises são feitas por meio de entrevistas comportamentais ou culturais, testes de personalidade e testes escritos. Para se ter dimensão do impacto dessas habilidades, 66% dos entrevistados disseram já ter rejeitado candidatos para cargos de TI pela ausência dessas habilidades.

“Soft skills são importantes para as pessoas de TI porque elas têm barreiras maiores a superar”, explica Greg Layok, diretor administrativo da West Monroe. “Eles têm que colaborar em questões muito desafiadoras. Precisam se comunicar de uma forma que uma pessoa da área de negócios possa entender e conhecer os problemas da empresa", acrescenta.

É por isso que, segundo o especialista, muitos empregadores preferem deixar um cargo em aberto do que preenchê-lo com um candidato que não possui habilidades sociais. Mesmo que o atual mercado de trabalho apresente escassez de talentos em tecnologia, “é melhor não contratar do que contratar a pessoa errada. Contratar um desenvolvedor que não seja colaborativo, que não trabalhe bem com a equipe não é neutro. É um negativo", completa Layok.

Allan Berkovitz, diretor de TI da Markovsky & Co., concorda que a deficiência em soft skills é prejudicial, já que as soft skills devem ser consideradas como atributos aliados. Sem elas, é difícil, ou praticamente impossível, criar as inovações que ajudarão as empresas a alcançar seus objetivos. “Com habilidades sociais, as pessoas vão reconhecê-lo pelo que você está fazendo e levar você a sério como líder”, explica o especialista. “Sem elas, as pessoas sentirão que a TI é inútil, servindo apenas para manter as luzes acesas e o Wi-Fi funcionando”, completa.

Segundo Berkovitz, os líderes de TI com as habilidades certas podem usar seu conhecimento e seu know-how de comunicação para propor inovações para reduzir custos, aumentar a produtividade ou aumentar as vendas. Mas sem essas habilidades, os negócios provavelmente acabarão ficando estagnados.

Afinal, de quais soft skills a TI precisa?
Quais soft skills exatamente os colaboradores de TI precisam para ter sucesso? Infelizmente, “soft skills” é um termo muito vago, que pode abranger uma ampla variedade de habilidades, desde escrever um e-mail claro e conciso a compreender instintivamente a linguagem corporal dos membros da equipe. Então, quais são as soft skills necessárias? Confira a opinião dos especialistas.

1. Comunicação

Na pesquisa da West Monroe, a comunicação ficou em primeiro lugar entre as soft skills mais desejáveis. Sessenta e dois por cento dos entrevistados se queixaram de problemas que surgiram por conta da falta de habilidades de comunicação verbal dos funcionários de TI. Além disso, 38% disseram que houveram problemas nas empresas pela falta de habilidades de comunicação escrita.

2. Colaboração

Trabalhar bem em equipe e/ou trabalhar bem com os profissionais da área de negócios foi outra prioridade entre os entrevistados da pesquisa. Segundo os resultados, 44% afirmaram que houve um problema com um projeto de tecnologia porque os profissionais de TI não tinham capacidade de colaboração. Essas habilidades provavelmente se tornarão ainda mais importantes, já que um número crescente de funcionários de TI está trabalhando diretamente com os executivos das companhias. Pouco mais da metade dos entrevistados disseram que a colaboração direta entre as duas funções estava crescendo em suas empresas.

3. Liderança

Além da pesquisa, especialistas em TI apontam para outras habilidades sociais que são essenciais e, muitas vezes, difíceis de se encontrar em profissionais de TI. As principais entre elas são: liderança - mesmo para funcionários de tecnologia que não estão em funções gerenciais. “Não precisa ser o diretor de TI ou o CIO; pode ser um técnico de suporte de desktop ou um administrador de servidor”, diz Berkovitz. “Eles ainda precisam desenvolver confiança em suas próprias habilidades, para que possam admitir quando não sabem alguma coisa, aprender com essa experiência e depois levar os outros a aprender com isso. Eles precisam da mentalidade de ser um educador, não apenas com o resto da equipe de TI, mas com toda a empresa.”

Berkovitz afirma ainda investir nesse aspecto em seu cargo atual. Regularmente, o especialista oferece sessões de 45 minutos para todos os funcionários da Markovsky & Co. Nos primeiros 10 minutos, ele faz uma breve apresentação - um guia rápido sobre como usar uma ferramenta tecnológica ou como evitar armadilhas tecnológicas por exemplo. O resto do tempo é gasto em discussões abertas e treinamento. "Isso ajudou a equipe a me ver mais como líder aqui", explica. “Eles me procuram com mais frequência, não apenas quando algo dá errado. Se eles estão tentando fazer alguma coisa, mas não conseguem pensar em uma solução, eles me perguntam."

4. Entendendo e resolvendo problemas de negócios

Dawn Platt, diretora da Grant Thornton, chama a capacidade de entender e resolver problemas de “uma mentalidade consultiva”. “Se o consumidor é um cliente externo ou um colega interno, os funcionários de TI precisam ser focados em liderança de atendimento ao cliente”, defende. “Essa é uma soft skill que é ainda mais difícil de ensinar do que a comunicação. O que meu cliente está tentando alcançar?”

5. Inteligência emocional / empatia

Habilidades interpessoais, como a capacidade de ver uma situação do ponto de vista de outra pessoa, podem ser muito importantes para os funcionários de tecnologia. “Algumas das habilidades mais importantes que temos nos deixam empatizar com o cliente, fazendo com que nós realmente entendamos e nos coloquemos no lugar dele”, diz Joy Durling, CIO da Vivint Smart Home. De fato, Durling considera essas habilidades tão importantes que utiliza o termo “inteligência emocional” em vez de “soft skills”.




> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com
> Facebook:

‍



Geeks Online: