quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Carreira de TI: Perito em Informática.

Carreira de TI: Perito em Informática.
Carreira de TI: Perito em Informática.
O Perito em Informática  atua da mesma forma que os engenheiros, arquitetos, contadores, administradores e médicos atuam na Justiça Civil e Justiça Federal. O número de ações em que são necessários laudos técnicos de informática (Tecnologia da Informação) tem crescido bastante nos dias atuais.

Portanto, o Perito em Informática é chamado pela Justiça para oferecer esses laudos técnicos em processos judiciais, nos quais podem estar envolvidos pessoas físicas, jurídicas e até órgãos públicos. O laudo técnico escrito é assinado pessoalmente pelo perito e passa a ser uma das peças (prova) que compõem um processo judicial.

O Parágrafo Único, Art. 145, do Código de Processo Civil – CPC, determina, entre outras condições, que os peritos devam ser profissionais de nível universitário, assim somente os profissionais de Tecnologia da Informação com curso superior podem atuar como perito.

Então, quem realmente pode ser perito em informática?

Para o profissional da área de Tecnologia da Informação atuar como perito judicial não é necessário prestar concurso público (embora seja sempre bom), realizar pós-graduação ou qualquer curso específico sobre perícias, nem estar vinculado a emprego oficial. Em termos gerais, podem ser peritos: os aposentados, os profissionais liberais, os recém formados, os funcionários públicos e os empregados de empresas em geral.

Porém, quando na localidade não houver profissionais qualificados na área ou quando houverem profissionais com curso superior que, de um forma ou outra, estiverem impedidos, o técnico em informática poderá atuar como perito.

Tipos de exames que podem ser feitos pelo Perito em Informática.

Existe uma grande quantidade de tipos de exames pertinentes à área de Tecnologia da Informação, seguem abaixo alguns tipos de perícias:
  •     Identificação de componentes faltantes
  •     Cópias de software
  •     Perdas de arquivos
  •     Autenticação bancária
  •     Manipulação de imagens digitais
  •     Invasão e desativação de sistemas
  •     Transferências eletrônicas
  •     Avaliação de softwares
  •     Segurança física
  •     Linguagens de programação
  •     Sistemas informatizados
  •     Avaliação de equipamentos
  •     Conteúdo oculto em disco
  •     Bloqueio de dados
  •     Propriedade intelectual
Requisitos necessários para ser um Perito de Informática.

Os requisitos básicos necessários para o profissional da área de informática ser perito judicial são: honestidade e apresentação de um trabalho de boa qualidade. O serviço é remunerado e cabe adiantamento de honorários, quando solicitados na devida forma.

O Mercado do Perito em Informática

A perícia se torna um mercado atrativo aos que procuram segurança numa atividade profissional paralela em razão de suas principais características, entre as quais: a flexibilidade de horários para executar tarefas, os prazos relativamente largos de entrega do laudo e o cunho solitário da atividade, que não admite pressões sobre o trabalho do perito – características estas pouco encontradas em outros segmentos onde os contadores atuam. Embora o mercado possa ser rentável, é de pouco conhecimento dos profissional da área de informática de como nele ingressar.

Porém, antes de realizar qualquer investimento na compra de bibliografia, deve o interessado pesquisar se na sua cidade ou região a demanda de perícias de informática seja compensadora.

Existe alguma bibliografia (livros) que ensine alguém a ser perito?

O competente trabalho do perito tem rotina pequena e de fácil assimilação para aqueles que não dispõem de experiência em perícias. Entretanto, ao procurar por bibliografia que instrua a respeito da rotina e da prática dos atos do perito, pode-se constatar que há escassez de material. Maiores obstáculos são enfrentados para encontrar livros e cursos que particularizem como o interessado faz para penetrar nesse mercado de pouca divulgação.

Uma boa opção de literatura pode ser o livro Manual de Perícias, onde o autor Rui Juliano transmite o conhecimento elementar, informando e prevendo as situações que o perito tem possibilidade de enfrentar, bem como detalhando as fases que se apresentam durante o encargo.

A obra, lançada em março de 2005, pode ser adquirida no site www.manualdepericias.com.br

E aí, se interessou em ser um Perito de Informática? Participe, deixando seu comentário!



> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com
> Facebook: