terça-feira, 20 de junho de 2017

Na Rússia tradicional universidade tem curso superior de "Hacker Profissional".

Na Rússia tradicional universidade tem curso de graduação de "Hacker Profissional".
Na Rússia tradicional universidade tem curso de graduação de "Hacker Profissional".
Candidatar-se a um curso na Universidade Estatal de Moscou Lomonossov (MGU), a mais antiga do país, parece intimidante.

Além de ser a única russa entre as 100 melhores universidades no recém-publicado ranking QS World 2017, é a mais antiga e uma das maiores instituições de ensino superior do país.

Porém, a universidade oferece aos estudantes uma série de cursos exclusivos – desde a aprender hackear a viajar pela Rússia de graça – que fazem valer a pena embarcar no difícil processo de admissão da Estatal de Moscou. 

Hacker profissional

Se hackers russos se envolveram na política interna dos EUA ou não, não dá para negar que sua proeza cibernética é conhecida no mundo inteiro. Para entrar nesse segmento, candidate-se à Faculdade de Matemática Computacional e Cibernética.

Em março passado, uma equipe de estudantes da universidade, chamada “Bushwhackers”, ganhou a maior e mais longa competição de hackers educacionais do mundo – a UC Santa Barbara iCTF.

No mês seguinte, o mesmo grupo venceu uma competição de segurança cibernética na cidade russa de Iekaterinburgo, ao derrotar times da Áustria, Alemanha, Itália e Suíça.

Lançamento de satélite

As conquistas da indústria espacial russa também são famosas no mundo todo. Para fazer parte desse setor dinâmico, nada melhor do que ingressar na Estatal de Moscou – a única universidade do mundo que pode produzir e lançar seus próprios satélites.

Neste ano, a MGU abre uma nova faculdade para pesquisa espacial, que irá ensinar aos alunos de temas como buracos negros ao comportamento humano na ausência de gravidade. Serão oferecidos cursos de mestrado, e os especialistas passarão por treinamento para integrar o programa de satélites da MGU.

O mais recente satélite produzido pela universidade chegou à órbita no ano passado e é agora monitorado por estudantes e funcionários acadêmicos.

Em 2018, a universidade também planeja lançar um programa de graduação.

Fazer um curso na instituição pode ainda abrir portas para trabalhar com organizações parceiras da MGU, incluindo a corporação estatal Roscosmos.




> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com

‍



Geeks Online: