quinta-feira, 20 de julho de 2017

Oito em cada dez profissionais de TI são reprovados em seleções de alto nível.

Oito em cada dez profissionais de TI são reprovados em seleções de alto nível.
Oito em cada dez profissionais de TI são reprovados em seleções de alto nível.
Os profissionais de TI estão em alta no mercado. Segundo o Guia Salarial Robert Ralf, os salários de especialistas no setor podem chegar a R$ 25 mil, com uma série de benefícios e cursos de aperfeiçoamento, porém está cada vez mais difícil encontrar o funcionário ideal e que preencha tecnicamente as necessidades das empresas, que precisam de pessoas dinâmicas e antenadas às tendências do mercado.

Dados de uma pesquisa conduzida pela empresa de seleção e recrutamento em TI One Choice Consulting http://www.onechoice.com.br indicam que apenas duas a cada dez pessoas são aprovadas em seus testes técnicos online, aplicados no processo de seleção dos candidatos.

"Temos uma plataforma que permite identificar se os nossos candidatos fizeram algum plágio nas respostas, mostrando até mesmo o link do site de onde o conteúdo foi copiado. Caso o candidato tenha errado em sua linha de código, nosso sistema mostra como ele poderia ter feito da maneira correta", explica Gabriel Silva, CEO da One Choice Consulting. "Desta forma, percebemos que poucos candidatos atendem a todas as necessidades técnicas das empresas", completa.

Esses dados, além de alarmantes e significativos no que diz respeito ao mercado de TI, acendem o alerta para a necessidade de investir no aperfeiçoamento técnico dos profissionais desse segmento, já que o setor de TI não parou de crescer mesmo com a crise. Uma estimativa da Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) indica que, em quatro anos, o Brasil precisará de 750 mil profissionais de tecnologia, mas onde encontrá-los?

Falando especificamente da área de TIC (Tecnologias da Informação e Comunicação), percebe-se que a maioria dos cursos superiores focam no desenvolvimento de software, com pouco conteúdo sobre banco de dados, sistemas operacionais e redes. "Infraestrutura, ERP e outros temas muito relevantes para a formação técnica dos profissionais também são esquecidos", ressalta Gabriel, destacando a ausência de conhecimentos aprofundados sobre assuntos-chave.

Atualmente, os líderes de tecnologia no mundo se concentram na Ásia. Em países como Coreia do Sul, Índia, Japão e China, os profissionais têm acesso aos melhores cursos e entendem o negócio por completo, com conhecimento técnico aprofundado. Esse, talvez, seja um dos motivos pelos quais há muita mão de obra qualificada migrando do Brasil para esses países.

"Enquanto não oferecermos um ensino técnico de qualidade aos profissionais, o mercado de TI continuará com uma oferta muito maior de vagas do que é possível preencher", conclui o CEO da One Choice Consulting.




> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com
> Facebook: