sexta-feira, 14 de abril de 2017

Coréia do Norte mantém 'exército' de 17 mil hackers para arrecadar dinheiro para o país.

Coréia do Norte mantém 'exército' de 17 mil hackers para arrecadar dinheiro para o país.
Coréia do Norte mantém 'exército' de 17 mil hackers para arrecadar dinheiro para o país.
[ BTC Soul ] - Hackers norte-coreanos roubaram da Coréia do Sul algo em torno de 100 milhões de wons (US$ 88.000), por mês em Bitcoin, no período de 2013 a 2015. Informações publicadas pelo Business Insider.

De acordo com o relatório da edição sul-coreana da Yonhap News Agency, esses roubos foram feitos na intenção de fortalecer a moeda nacional da Coreia do norte, que está sob sanções internacionais.

Assim, de acordo com Choi Sang-Men, um funcionário da empresa sul-coreana Hauri Inc., que trabalha na área de segurança cibernética, a onda de desfalques começou em 2013, depois que Seul paralisou as operações na zona industrial conjunta na cidade fronteiriça de Kaesong. Além disso, de acordo com o representante da Hauri, os cibercriminosos atualmente estão operando em outas esferas que se mostraram mais lucrativas.

Em uma entrevista à publicação, Choi Sang-Men observou que somente no ano passado os serviços especiais norte-coreanos roubaram dados de mais de 10 milhões de clientes do leilão on-line sul-coreano Interpark, dos quais eles exigiram um resgate em Bitcoins no valor total de US$ 2,7 milhões. Além desse sequestro, ele disse que a Coreia do Norte está envolvida no roubo do Banco Central de Bangladesh em 2016, quando mais de US$ 80 milhões foram roubados.

De acordo com os especialistas sul-coreanos, cerca de 17.000 hackers estão ativos na Coréia do Norte sob a orientação de 5.000 instrutores governamentais. Em geral, os ataques cibernéticos são dirigidos aos países do Sudeste Asiático e à Europa, e em especial a China.





> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com
> Facebook: