quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

12 fatos bizarros e engraçados na vida de Bill Gates.

12 fatos bizarros e engraçados na vida de Bill Gates.
12 fatos bizarros e engraçados na vida de Bill Gates.
1 - No colégio, a administração pediu a Bill Gates que criasse os agendamentos de classes para o ano letivo. Para a sua própria turma, ele colocou nomes de garotas nas quais ele estava interessado.

Na época, computadores eram máquinas enormes e difíceis de operar. Em um discurso para a turma de 2005 da Lakeside School, onde também estudou, Gates afirmou que o agendamento de classes foi uma tarefa desafiadora e difícil. "Foi complexo, mas, ao fim, muito recompensador. Quando terminei, descobri que não tinha aulas agendadas para as sextas-feiras. E, melhro ainda, havia um número desproporcional de garotas interessantes nas mesmas classes que eu", contou.

2 - Em Harvard, Bill Gates nunca apareceu nas aulas para a quais estava matriculado, mas ia frequentemente a outros cursos de seu interesse. Mesmo assim, conseguia as melhores notas.

Em uma sessão de perguntas no Reddit ano passado, Gates afirmou: "decidi que eu seria diferente e nunca iria a nenhuma aula para a qual estava matriculado, mas sempre iria a outras onde não estava. Isso funcionou de um jeito engraçado quando o exame final de Análise Combinatória (estava matriculado) foi realizado na mesma sala da turma de Estudos do cérebro (não estava matriculado, mas frequentava). Meus amigos da turma de Estudos do cérebro acharam estranho porque eu sentei do outro lado da sala e fiz a prova de Análise Combinatória, mesmo eu sendo um dos alunos mais presentes em Estudos do cérebro", lembrou.

3 - Em Harvard, Bill Gates, então com pouco mais de 20 anos, desenvolveu uma solução impressionante para um problema de matemática que estava sem resposta há 30 anos. Quando seu professor ligou e disse que o artigo seria publicado em um periódico conceituado, Gates não se importou – ele já havia saído para fundar a Microsoft.

Nas palavras do professor Christos Papadimitriou: "Dois anos depois, eu liguei para dizer a ele que nosso artigo havia sido aceito em um periódico conceituado de matemática. Ele respondeu com nítido desinteresse. Ele havia se mudado para Albuquerque, Novo México, para abrir uma pequena empresa escrevendo códigos para microprocessadores. Eu lembro que pensei 'que desperdício, um garoto tão brilhante'".

4 - Bill Gates gostava de dirigir em alta velocidade pelo deserto de Albuquerque. Em um desses passeios, pediu um Porsche 928 emprestado e o destruiu.

Demorou um ano até que todos os reparos no carro fossem concluídos. E essa não foi a única peripécia de Gates no trânsito.

5 - Bill Gates recebeu três multas por excesso de velocidade, sendo duas do mesmo policial, enquanto dirigia seu próprio Porsche de Albuquerque a Seattle.

Pelo menos ele teve a decência de usar seu próprio carro para isso.

6 - Bill Gates memorizava as placas dos carros de seus funcionários para saber quem estava saindo mais cedo ou tarde.

"Eu precisava ter cuidado para não aplicar meus próprios padrões para julgar se os outros trabalharam duro. Eu sabia as placas de todos os carros e observava quando as pessoas chegavam e quando saíam. Eventualmente, quando a empresa cresceu, eu perdi um pouco esse hábito", afirmou Gates ao The Telegraph.

7 - Bill Gates era tão viciado em Campo Minado que precisou desinstalar o jogo do próprio computador para manter a produtividade.

Lembra do clássico Campo Minado que vinha instalado por padrão nos computadores com Windows? Bill Gates passava horas jogando. Certa vez, um funcionário da Microsoft criou um script capaz de superar a pontuação de Gates, que escreveu em um e-mail: "quando máquinas podem fazer as coisas de maneira mais rápida do que pessoas, como podemos manter nossa dignidade humana?".

8 - Na década de 90, com a Microsoft valorizando um dia após o outro, Bill Gates e seus funcionários viajavam na classe econômica.

Brad Silverberg, um ex-diretor da Microsoft, lembra: "Logo depois que eu me uni à Microsoft nos anos 1990, Bill, eu e outros da equipe do Windows viajamos de Seattle para NY para reuniões com potenciais clientes. Foi logo depois do lançamento do Windows 3.0. Na época, a Microsoft já era uma próspera empresa de capital aberto. Mesmo assim, a norma da empresa era que todos deveriam viajar na classe econômica. E lá estava Bill, sentado em uma cadeira no meio. Não importava, ele passava o voo inteiro lendo. Ele não era universalmente reconhecido, então não era um problema para ele viajar num voo comercial Provocou uma boa impressão em mim, um funcionário novo na Microsoft, vendo Bill liderar pelo exemplo". Hoje, Gates tem um jato privado.

9 - Era possível medir o interesse de Gates por uma ideia pela quantidade de palavrões que ele dizia durante uma proposta.

Quem conta a história é o fundador da Stack Overflow, Joel Spolsky, que também já trabalhou na Microsoft. "Naqueles dias, nós tínhamos essas coisas chamadas análises de BillG. Basicamente, todos os recursos importantes eram analisados por Bill Gates. Na minha vez de ser analisado, havia uma pessoa na minha equipe cuja função era contar, precisamente, o número de vezes que Bill falava um palavrão. Quanto menos palavrões, melhor. 'Quatro', anunciou o contador, e todos disseram 'nossa, esse é o menor número que consigo lembrar. Bill está ficando mole com a idade'". Ele tinha 36 anos na época. Mais tarde, outro funcionário disse a Joel que Bill não queria analisar as especificidades, queria apenas saber se ele conseguia manter tudo sob controle.

"O padrão dele era fazer perguntas cada vez mais difíceis até você admitir que não sabia, e então ele poderia gritar, dizer que você era despreparado. Ninguém sabia ao certo o que acontecia se alguém respondesse à questão mais difícil que ele podia formular, porque isso nunca aconteceu. Isso era bom. Bill Gates era extremamente técnico. Ele não se metia no desenvolvimento de um software se ele confiasse nas pessoas que estavam trabalhando nele. Mas você não podia, de forma alguma, tentar enrolar, porque ele era um programador de verdade", conta.

10 - Quando a Microsoft licenciou o sistema operacional DOS para a IBM, a companhia quis que Bill Gates incluísse alguns jogos. Ele e Neil Konzen ficaram até 4 da manhã desenvolvendo um jogo bobo chamado "DONKEY.BAS"

Era um jogo onde um carro deveria desviar de jumentos numa rua. Quando o time do Apple Macintosh viu o IBM PC, perceberam que o DONKEY.BAS era um constrangimento que não acreditavam que levasse a assinatura de Bill Gates. "Ficamos impressionados que um jogo tão ruim pudesse ter como coautor o fundador da Microsoft, e que ele, na verdade, quisesse levar os créditos por ele", conta o ex-funcionário da Apple Andy Hertzfeld.

11  - Bill Gates gosta de lavar a própria louça após a janta.

"Outras pessoas se oferecem, mas eu gosto de fazer do meu jeito", diz.

12 - Bill Gates já se trancou em um banheiro durante uma entrevista e só saiu quando o jornalista pediu desculpas.

Mary Jo Foley, repórter que cobre assuntos relacionados à Microsoft, contou a história para o TWIT. "Eu estava fazendo uma entrevista com Bill e outros jornalistas que trabalhavam comigo para a PC Week durante a Comdex [antiga conferência de desenvolvedores]. John Dodge estava lá também. O estilo de John era diferente do meu. Ele foi um dos meus melhores chefes, mas seu estilo envolvia pressionar as pessoas. Ele estava colocando Gates contra a parede por conta de algo estúpido, tipo a definição de mercado", lembra.

"Gates estava ficando cada vez mais irritado. Ele se levantou, se trancou no banheiro e disse que só sairia quando John se desculpasse. Então John foi até a porta e pediu desculpas. E ele saiu. Aquele era um Bill Gates diferente. Bill mudou muito depois que teve filhos. Ele tinha uma personalidade dura, típica do mundo tecnológico. Depois ficou mais humano. Quando eu conto essas histórias antigas sobre ele, as pessoas dizem 'Bill Gates, sério?'", finaliza.

Não foi a única vez que Gates protagonizou uma cena inusitada com um entrevistador. Em 1994, a jornalista da CBS Connie Chung o pressionou com perguntas sobre uma investigação antitruste em cima da Microsoft, que praticamente monopolizava o mercado de computadores pessoais – posteriormente, a companhia teve de ceder e fazer um acordo. Mas a entrevista só foi eternizada porque Bill Gates provou, com atos, que conseguia saltar sobre uma cadeira. 20 anos depois, no Reddit, Gates reconheceu que sua habilidade de pular cadeiras diminuiu com o tempo.


> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com
> Facebook: