Concursos de TI

[Concursos%20de%20TI][bleft]

APOSTILAS

[Download][bsummary]

DICAS

[Dicas%20TI][twocolumns]

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

[Ciência%20e%20Tecnologia][twocolumns]

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

[Segurança%20da%20Informação][bleft]

Snowden mostra que voce pode ser espionado até dentro de um avião a 3 mil metros de altura.

Snowden mostra que voce pode ser espionado até dentro de um avião a 3 mil metros de altura.
Snowden mostra que voce pode ser espionado até dentro de um avião a 3 mil metros de altura.
Edward Snowden revelou novos documentos que mostram mais um capítulo da vigilância de massa promovida por agências governamentais: a NSA e a GCHQ interceptavam chamadas telefônicas realizadas por celulares dentro de aeronaves. Os papéis mostram que ambas as agências espionaram milhares de pessoas desde 2007, voando em companhias como: British Airways, Air France, Hong Kong Airways, Aeroflot, Etihad, Emirates, Singapore Airways, Turkish Airlines, Cathay Pacific e Lufthansa.

Os documentos mostrados pelo delator e ex-analista de sistemas da CIA começam descrevendo um enigma, segundo o The Intercept: "O que o presidente do Paquistão, um contrabandista de charutos, um traficante de armas e um alvo terrorista têm em comum? Todos eles usam os próprios celulares GSM durante voos".

Era exatamente dessa maneira que a Agência Nacional de Segurança norte-americana (NSA) e o serviço secreto britânico GCHQ (Government Communications Headquarters) espionava os celulares: por meio da rede GSM.

Os documentos ainda não foram liberados em sua totalidade. Até o momento, o Le Monde ajudou a divulgar alguns alvos: o presidente angolano José Eduardo dos Santos, o ex-presidente queniano Mwai Kibaki, o primeiro-ministro queniano Raila Odinga, o ex-presidente nigeriano Umaru Yar’Adua, o também ex-presidente nigeriano Goodluck Jonathan, o ex-presidente ganense John Kufuor, dirigentes, empresários, movimentos rebeldes, empresas de telecomunicações e organizações internacionais de pelo menos 20 países africanos.

Snowden ainda deve revelar mais levas de documentos sobre o caso, e mais nomes de outros continentes devem surgir.

Como acontecia a espionagem

De acordo com apresentações da NSA, cerca de 50 mil pessoas usaram celulares GSM em voos já em 2008. O número subiu para 100 mil em fevereiro de 2009. Os relatos de espionagem vão até 2013, e esse número provavelmente subiu exponencialmente.

O programa de vigilância era chamado de "Southwinds" e servia para captar toda a atividade celular em voos, como comunicações de voz, dados trocados, metadados e até mensagens enviadas.

Segundo os documentos, as agências conseguiam captar as conversas "em tempo real", com um pequeno atraso de 10 minutos. Além disso, um avião poderia ser rastreado a cada 2 minutos. Para o sistema de espionagem funcionar corretamente, o avião também deveria estar acima de 10 mil pés ( 3 mil metros ). "Estação aéreas secretas no solo poderiam interceptar o sinal enquanto ele era enviado para um satélite. Eles era capazes de interceptar tudo, desde o ID do Facebook, endereço de email e uso de aplicativos de viagens", notou o The Intercept. 

Os celulares BlackBerry, tidos como os mais seguros no começo dessa década, também eram espionados, com agências colocando as mãos em códigos PIN e emails. Os documentos ainda listam acesso a webchats, Google Maps, VOIP, BitTorrent e Skype.




AUTOR: CLÁUDIO FLORENZANO: É graduado em Gestão da TI e Pós-graduando em Segurança da Informação. Fundador e CEO da Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação. Clique no botão "acompanhar" e siga-me no Facebook:
| Twitter: @claudioluciano | E-mail: c.luciano20@gmail.com

Compartilhe:

Comente com o Facebook: