sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Especialistas em segurança falam em situação de emergência e alertam sobre guerra cibernética.

Especialistas em segurança falam em situação de emergência e alertam que a guerra cibernética.
Especialistas em segurança falam em situação de emergência e alertam que a guerra cibernética.
Mais de 1 bilhão de contas de um provedor de internet, com sede nos Estados Unidos, foram invadidas há três anos, mas a notícia só veio a público agora.

Para efeito de comparação: o mundo tem 7 bilhões de habitantes. Os crackers invadiram mais de 1 bilhão de contas do Yahoo.

Roubaram informações como nome, data de nascimento dos clientes, número de telefone e senhas, que agora devem ser trocadas, por recomendação da empresa.

O ataque, que só foi revelado agora, aconteceu em 2013, e já é considerado o maior da história da internet. Especialistas em segurança falam em situação de emergência e alertam que a guerra cibernética faz cada vez mais vítimas.

Em setembro, o Yahoo já tinha divulgado que 500 mil contas foram hackeadas em 2014.

Na política, outro alvo foi o senador Lindsey Graham, um dos pré-candidatos republicanos à presidência. Ele disse que os russos hackearam o e-mail da campanha dele e acredita que eles tinham a intenção de favorecer Trump.

Nesta quinta-feira (15), a rede NBC divulgou que agentes da inteligência americana acreditam fortemente que o presidente russo Vladimir Putin se envolveu pessoalmente no vazamento de informações sigilosas para influenciar a eleição americana.

Numa rede social, Trump escreveu: “Se a Rússia ou alguém estava hackeando, porque a Casa Branca só reclamou depois que Hillary perdeu?’

O porta-voz da Casa Branca respondeu que Trump sabia, durante a campanha, que a Rússia estava promovendo ataques cibernéticos para favorecer o republicano e prejudicar Hillary.




> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com
> Facebook: