sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

Por que existem tantas linguagens de programação?

Por que existem tantas linguagens de programação?
Por que existem tantas linguagens de programação?
Centenas de linguagens de programação já foram desenvolvidas ao longo dos anos. Linguagens como FORTRAN, BASIC, Pascal, C, C ++, Python e Java se destacam entre os programadores, sendo usadas para a realização de inúmeras tarefas. Mas afinal, por que existem tantas delas disponíveis no mercado? Não seria possível usar apenas uma?

Em um mundo imaginário e totalmente perfeito, o ideal seria que tivéssemos uma linguagem de programação que pudesse suprir todas as nossas necessidades, como criação de análises, realização de cálculos, alteração da experiência do usuário, resolução de problemas de desempenho e tudo mais. Só que como não vivemos nesse mundo, precisamos de várias linguagens de programação para realizar todas essas tarefas. Isso acontece porque, apesar de todas essas linguagens servirem ao propósito de transformar os pensamentos humanos em dados que os computadores possam entender, eles variam muito de acordo com a finalidade para qual cada uma foi desenvolvida.

Para entender melhor, basta levarmos em conta o fato de que, apesar de todas as linguagens de programação serem ferramentas, cada uma funciona corretamente em trabalhos diferentes. Por exemplo, tanto uma bicicleta quanto um carro possuem rodas, mas isso não quer dizer que as peças que funcionam em um vão automaticamente funcionar em outro. Cada um desses meios de transporte conta com ferramentas específicas que realizam as suas funções de forma adequada. No mundo da computação, a linguagem “Java” pode desenvolver softwares e executar infraestruturas de uma forma muito eficaz, mas não é a melhor opção para o desenvolvimento de sites. Por outro lado, o HTML pode ser usado sozinho na criação de sites, mas não pode ser usado para executar infraestruturas. Ou seja, como cada linguagem serve a um propósito específico, nós precisamos contar com vários delas para colcoar em prática os nossos projetos.

O número de linguagens de programação que um programador ou engenheiro de software deve aprender depende unicamente dos seus interesses e de suas necessidades. Caso você queira ser um programador, saiba que não é necessário aprender todas as linguagens de programação disponíveis no mercado. Em vez disso, você pode aprender uma ou duas e focar no aperfeiçoamento delas. Afinal, se todas as operações do Facebook pudessem ser tratadas por uma única pessoa, Mark Zuckerberg nunca teria pago milhões para contratar especialistas de todo o mundo. Ele precisa de pessoas que sejam realmente boas em sua linguagem escolhida, não alguém que saiba um pouco sobre muita linguagens.




> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com
> Facebook:

‍



Geeks Online: