quarta-feira, 4 de julho de 2018

Invenção muito importante pode revolucionar a cibersegurança

Invenção muito importante pode revolucionar a cibersegurança
Invenção muito importante pode revolucionar a cibersegurança
Os ciberataques podem tornar-se muito menos frequentes e menos devastadores com a criação do primeiro gerador quântico de números aleatórios que pode ser colocado em dispositivos eletrónicos comuns.

Foi patenteado pela empresa Quantum Base e pela Universidade de Lancaster e irá fornecer segurança quântica 100% comprovada a mecanismos de autenticação e comunicação. Venha descobrir mais.

Números pseudo-aleatórios

A Quantum Base criou um pequeno dispositivo de baixo consumo energético que pode ser colocado em qualquer dispositivo eletrónico e que produz números puramente aleatórios.

Grande parte dos mecanismos de segurança informática que são utilizados por todo o mundo atualmente usam números pseudo-aleatórios.

Os números pseudo-aleatórios utilizam um algoritmo que utiliza fórmulas matemáticas para produzir uma sequência de números aleatórios. Um gerador de números pseudo-aleatórios utiliza um estado inicial arbitrário conhecido como “semente”.

O problema desta forma de produzir números aleatórios encontra-se no facto de ser possível reproduzir os números conhecendo o inicio da sequência.

Os hackers aproveitam-se desta característica para quebrar protocolos de segurança de programas. Com o número de dispositivos inteligentes a aumentar a cada ano que passa a segurança informática é algo extremamente importante e temos que arranjar formas de proteger a informação.

Segurança de nível quântico

Os números aleatórios desempenham um papel muito importante na execução dos algoritmos que estão por detrás de toda a comunicação electrónica. Assim, para garantir a segurança da informação em todo o tipo de aplicações necessitamos de números puramente aleatórios.

Tirando partido das leis da física e da aleatoriedade proveniente da mecânica quântica, a equipa da Quantum Base produziu um simples gerador quântico de números aleatórios que é colocado num pequeno chip do tipo que é encontrado num smartphone, por exemplo.

Esta é, sem dúvida, uma forma elegante e eficiente de produzir números verdadeiramente aleatórios que reforçam a segurança dos nossos dispositivos e comunicações. Espera-se que, no futuro, esta inovação seja capaz de proteger utilizadores e empresas por todo o mundo.




> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com
> Facebook:

‍



Geeks Online: