sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

TCU identifica falhas na estrutura profissional de TI nas instituições públicas

TCU identifica falhas na estrutura profissional de TI nas instituições públicas
TCU identifica falhas na estrutura profissional de TI nas instituições públicas
O Tribunal de Contas da União – TCU, por meio do Acórdão nº 2.326/2017, relatado pelo ministro Aroldo Cedraz, identificou falhas na estrutura profissional de Tecnologia da Informação – TI nas instituições públicas federais. Embora os serviços e os produtos relacionados à TI ocupem uma posição estratégica crescente em diversos setores da sociedade, o Poder Executivo e o Ministério Público da União ainda não estruturaram carreiras específicas para essa área.

A fiscalização também identificou que houve progresso na criação de carreiras de TI no Judiciário, assim como existem remuneração adequada e baixa rotatividade desses profissionais no Legislativo. O trabalho apontou, ainda, a necessidade de realização de um novo monitoramento, tendo em vista que foram feitas novas deliberações e que nem todas as anteriores foram cumpridas ou implementadas.

Em 2014, por meio do Acórdão nº 1.200/2014 – Plenário, o TCU realizou um amplo diagnóstico, no âmbito dos três poderes, sobre a situação da estrutura de recursos humanos no setor de TI. O levantamento foi feito em autarquias, fundações, empresas públicas, sociedades de economia mista e estruturas da Administração direta, em diversas áreas de atuação: advocacia, ciência e tecnologia, cultura, educação e finanças públicas. À época, a fiscalização constatou que apenas 45% das instituições tinham cargos de TI estruturados em carreira.

Profissionais qualificados

De acordo com o advogado Victor Scholze, especialista do escritório Jacoby Fernandes & Reolon Advogados Associados, os gastos com Tecnologia da Informação têm que ser observados em diversas perspectivas pela Administração Pública e por toda a sociedade.

“O uso de inovações tecnológicas pode servir para o aperfeiçoamento da prestação dos serviços e redução de custos com o modelo existente, figurando mais como um investimento em eficiência que como gasto em si. Por isso, o gasto com profissionais qualificados é fundamental”, observa Victor Scholze.




> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com
> Facebook:

‍



Geeks Online: