sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Satélite brasileiro levará internet a regiões remotas do país.

Imagem ilustrativa.
Satélite geoestacionário brasileiro que entrará em órbita no primeiro semestre de 2016 vai ampliar o sinal da internet para as regiões mais isoladas do Brasil e dar mais qualidade para a conectividade, diz o senador Aníbal Diniz (PT-AC),  relator do projeto sobre o Plano Nacional de Banda Larga que está sendo analisado na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado (CCT).


O senador está em São José dos Campos (SP), onde está sendo construído o satélite. Segundo ele, quando o satélite estiver em órbita, colocará pelo menos 60 GB à disposição exclusiva do Plano Nacional de Banda Larga nas regiões mais isoladas do Brasil, como a Amazônia. Em entrevista ao programa Conexão Senado, da Rádio Senado, Aníbal Diniz ressalta que o plano é uma política pública fundamental para inclusão social, econômica e para a democratização dos meios de comunicação, principalmente a internet.

O custo do aparelho será de 1 bilhão de reais.

Fonte: Senado Federal




> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com

‍



Geeks Online: