sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

14 cargos de TI que estarão em alta em 2018 e seus salários

14 cargos de TI que estarão em alta em 2018 e seus salários
14 cargos de TI que estarão em alta em 2018 e seus salários
[ COMPUTERWORLD ] A expectativa de melhora do cenário econômico no Brasil em 2018 é quase uma unanimidade e as empresas já começam a tirar alguns projetos da gaveta, o que deve ter impacto positivo nas contratações. De acordo com o Guia Salarial 2018, publicado pela consultoria Robert Half, ainda que não seja possível prever o resultado, já dá para detectar algumas tendências do mercado de trabalho em áreas como engenharia, finanças e contabilidade, mercado financeiro, vendas e marketing e tecnologia, entre outras.

“Os desafios dos últimos três anos foram uma oportunidade de reinvenção para que empresas e profissionais se destacassem diante da concorrência. Os que souberam aproveitar o momento, com certeza estarão um passo à frente nessa fase em que as companhias começam a reavaliar a retomada de projetos que estavam paralisados”, ressalta Fernando Mantovani, diretor geral da Robert Half. A percepção do executivo sobre os movimentos do mercado em direção ao reaquecimento vem da troca de informações com gestores, reforçada pelos dados da segunda edição do Índice de Confiança Robert Half, que revela significativo aumento do otimismo dos recrutadores quanto ao momento atual do mercado de trabalho e com relação aos próximos seis meses.

Tecnologia em alta

No caso específico da área de tecnologia, o estudo aponta que o setor continua evoluindo a uma velocidade sem precedentes. E esse avanço tem levado muitas empresas a buscarem profissionais de TI para expandirem as equipes, seja com contratos permanentes ou por tempo determinado. E a busca não está apenas pautada pelo conhecimento técnico do profissional. Os empregadores querem funcionários analíticos, que trabalhem na resolução de problemas, e que atuem como verdadeiros parceiros de negócios. Neste sentido, existe um grande aquecimento em posições que revertam em venda e receita, como aquelas ligadas a business intelligence (BI), big data e transformação digital, áreas nas quais as empresas estão investindo.

Nas empresas tradicionais, as áreas de operações e suporte tiveram pouca alteração nos últimos anos e a tecnologia mais recente percebida foi o avanço da cloud computing, que demandou muitos profissionais especializados nos últimos dois anos.

Proteção de dados no topo

Outra tendência é a questão da segurança. Algumas empresas já começam a ter uma estrutura focada em segurança da informação. Antigamente, esse profissional era menos experiente e fazia parte do time operacional. Em razão disso, a figura do CSO, o líder que responde pela segurança dos dados e aplicações, está cada vez mais presente nas grandes corporações, com uma equipe focada em proteção de dados. Essa mudança no perfil tem proporcionado uma valorização desse profissional. Entre 2009 e 2017, por exemplo, os salários aumentaram, em média 9% ao ano (veja tabelas abaixo). O profissional de segurança tem sido demandado, também, pelas startups, principalmente nas fintechs.

Além das oportunidades para os profissionais de segurança, nas startups também estão aquecidas as posições de desenvolvimento, principalmente para ambientes iOS e Android, além de desenvolvimento de aplicativos. As oportunidades são muitas, mas ainda existe carência de mão de obra, principalmente para áreas mais novas, onde ainda falta qualificação. Muitas delas adotam metodologias ágeis de desenvolvimento, além de serem caracterizadas por uma estrutura organizacional com pouca ou nenhuma hierarquia, e composta por equipes multifuncionais organizadas por produto. Esta forma inovadora de trabalho originou novas funções no mercado, como o PO, que é o profissional responsável pelo produto, o scrum master, que responde pelo planejamento tático das tarefas, e o agile coach, que utiliza sua experiência para atuar como mentor nos projetos.

Recomendações a profissionais e empregadores

Aos profissionais que buscam recolocação no mercado de trabalho ou desejam se movimentar, a Robert Half aconselha uma análise sincera ao fazer o cruzamento entre as habilidades que possui e as demandadas pelo mercado. Aos empregadores, a recomendação é manter a transparência sobre objetivos, propósitos, valores e expectativas da companhia, visando a atração, contratação e retenção de talentos. Processos de recrutamento ágeis, porém, criteriosos, também são pontos de atenção para garantir uma equipe qualificada.

SALÁRIOS EM TECNOLOGIA

Na tabela logo abaixo, os 14 cargos que mais devem se destacar em 2018:





> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com
> Facebook: