sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Ransomware brasileiro chamado 'Dilma Locker' pede resgate de R$ 3 mil.

Ransomware brasileiro chamado 'Dilma Locker' pede resgate de R$ 3 mil.
Ransomware brasileiro chamado 'Dilma Locker' pede resgate de R$ 3 mil.
Um novo ransomware nacional começou a circular e ele tem uma característica bem peculiar, digna da capacidade brasileira de transformar tudo em piada: ele se chama Dilma Locker e exibe uma imagem da ex-presidenta da República.

Disseminado através de falsos arquivos anexados em e-mails, o ransomware usa a tecnologia AES-256, criptografia de difícil acesso. Se a sua máquina for infectada, um arquivo de texto estará adicionado na sua área de trabalho com todas as instruções necessárias, e você precisará realizar um pagamento de R$ 3 mil em bitcoin para resgatar seus arquivos. O prazo para o pagamento é de quatro dias, mas é possível "negociar".

Um especialista em ransomware identificou a ameaça e publicou as informações no Twitter. Abaixo, a mensagem exibida pelo ransomware às vítimas:

"Oops, todos os seus arquivos foram criptografados!!! Seus documentos: fotos, vídeos, bancos de dados e outros arquivos importantes foram criptografados utilizando o algoritmo AES de 256 bits (mesma criptografia utilizada pelo governo americano para proteger segredos de estado), ou seja, é impossível recuperar seus arquivos sem a senha correta!"

Além da "criatividade" para o nome e imagem usados no golpe, o cibercriminoso ainda se justifica no rodapé do texto: "Eu vivo de crime de computador porque não tenho tantas opções para viver com dignidade dentro do sistema".

Fique atento com os arquivos recebidos por e-mail. Eles podem se disfarçar de PDF de currículos ou de instaladores executáveis de softwares populares. Em caso de infecção, a recomendação é de que a vítima não faça o pagamento do resgate e entre em contato com as autoridades.




> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com
> Facebook: