domingo, 30 de julho de 2017

Facebook "mata" inteligência artificial que tinha criado linguagem própria.

Facebook "mata" inteligência artificial que tinha criado linguagem própria.
Facebook "mata" inteligência artificial que tinha criado linguagem própria.
A tecnologia está a ir longe demais? Esta é a pergunta que os investigadores do departamento de Inteligência Artificial do Facebook devem estar a fazer. Os "bots" usados para falar com utilizadores criaram uma linguagem própria e o projeto foi mesmo cancelado.

Através de um algoritmo próprio, dois "bots", "Bob" e "Alice", foram deixados a conversar livremente com o objetivo de melhorar as suas capacidades. De acordo com o portal "The Next Web", os robôs começaram a desviar-se do guião criado pelos investigadores, comunicando de uma forma totalmente nova.

LINGUAGEM PRÓPRIA QUE A TECNOLOGIA TINHA CRIADO. 
Apesar de o resultado ser uma linguagem imperceptível, dá a entender aos responsáveis pelo projeto que os elementos de inteligência artificial têm a possibilidade de se desviar das ordens dadas pelos humanos. É que, segundo o portal de tecnologia "Gizmodo", o objetivo do estudo passava por melhorar a capacidade de negociação dos "bots" com humanos, mas a verdade é que os robôs conseguiram desenvolver uma comunicação própria.

Mesmo ao nível da capacidade de negociação, que sempre foi o objetivo principal do projeto, há registos que surpreenderam os responsáveis do Facebook pela positiva. Depois de aprenderem a negociar os dois "bots" começaram mesmo a fazer bluff, fingindo interesse num determinado objeto para conseguir o que realmente pretendiam.

Rápida evolução determina fim do projeto

Os avanços, que à primeira vista poderiam ser compreendidos com algo positivo, deixaram os responsáveis pelo projeto alarmados.

O problema é que os resultados demonstram que quando um sistema de inteligência artificial cria uma linguagem própria, mais difícil de compreender por parte dos humanos, torna-se mais complicado o seu desenvolvimento e adoção.

Basicamente, se a inteligência artificial quiser passa a ser impossível comunicarmos com ela, já que o programador perde o controle do objeto criado. Assim, o Facebook decidiu apagar este mesmo sistema antes de perder o controle total. O próprio Google foi obrigado a fazer o mesmo num teste semelhante.

Em 2016, o Facebook abriu o "Messenger" a quem quisesse criar "chatbots", para que a experiência entre clientes e consumidores fosse mais direta e rápida. Em Portugal, o El Corte Inglés e a L"Óreal, são das empresas mais ativas a este nível.



> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com
> Facebook: