quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Em 2017, mercado quer empregar até hacker.

Em 2017, mercado quer empregar até hacker.
Em 2017, mercado quer empregar até hacker.
Quem está pensando na carreira neste ano e ainda tem algumas dúvida sobre a área a ser seguida, pode dar uma olhada na listagem das profissões que estarão em alta neste ano de 2017. Quem atua na área de tecnologia, administração, direito, contabilidade, economia e marketing já tem meio caminho trilhado.

Tem vaga até para hacker, mas para analisar o comportamento dos consumidores. Basta buscar especificidades das áreas de atuação em consonância com a situação econômica e política do País. Com este direcionamento, estudo e trabalho, os profissionais que resolverem atuar terão sucesso garantido neste ano.

Especialistas ressaltam que, além das competências técnicas, a qualidade mais desejada pelas empresas de seus funionários é a capacidade de flexibilidade, ou seja, daquela pessoas que é capaz de exercer diversas atividades e não apenas aquelas para as quais foi contratado.

Profissionais que estarão em alta em 2017

Supervisor de Planejamento e Controle de Produção

O que faz: coordena o processo fabril, desde a entrada de insumos até a distribuição do produto
Salário: entre R$ 6.000 e R$ 9.000
Formação exigida: administração de empresas
Por que está em alta: o profissional é responsável por ajustes que tornam o negócio mais eficiente e lucrativo

Desenvolvedor Mobile

O que faz: cria a programação de novos aplicativos para smartphone
Salário: entre R$ 7.000 e R$ 15 mil
Formação exigida: programação para web e engenharia da computação
Por que estará em alta: empresas vão continuar investindo na criação e na melhoria de seus aplicativos

Office Manager

O que faz: atende as demandas da recepção, cuida dos horários de motoristas e do estoque da copa. Também gerencia contratos terceirizados
Salário: entre R$7.000 e R$10 mil
Formação exigida: administração de empresas e secretariado executivo
Por que estará em alta: o mercado necessitará de profissionais com um papel mais híbrido, que some responsabilidades

Analista Contábil bilíngue (inglês)

O que faz: analisa, classifica e fecha balanços financeiros
Salário: entre R$ 5.000 e R$ 12 mil
Formação exigida: ciências contábeis, economia e administração de empresas
Por que estará em alta: com a evolução da área contábil, profissional será acionado para assessorar gestores na tomada de decisões

Analista de Desenvolvimento Organizacional

O que faz: avalia as competências principais de cada cargo nas empresas e faz planos de carreira
Salário: entre R$ 4.000 e R$ 7mil
Formação exigida: administração de empresas com especialização em Recursos Humanos
Por que estará em alta: start-ups e empresas de pequeno porte vão demandar esse tipo de profissional para fortalecer as equipes.

Diretor de Novos Negócios

O que faz: avalia o mercado e propõe soluções para novos projetos e produtos
Salário: entre R$ 25 mil e R$ 35 mil
Formação exigida: administração com pós em planejamento estratégico
Por que estará em alta: empresas necessitarão de executivos estratégicos para ampliar número de contratos

Growth Hacker (Hacker de crescimento)

O que faz: analisa dados sobre comportamento digital do consumidor e cria novas soluções de marketing
Salário: entre R$ 10 mil e R$ 15 mil
Formação exigida: marketing, design e programação para web
Por que estará em alta: faz a interface com todos os setores da empresa e supre a necessidade de inovação

Gerente de Compliance e Risco

O que faz: implanta normas e auditorias para o gerenciamento de riscos
Salário: entre R$ 18 mil e R$ 25 mil
Formação exigida: direito e administração
Por que estará em alta: evita que os negócios sejam afetados por fatores externos e internos inesperados

Diretor de CSC (Centro de Serviços Compartilhados)

O que faz: coordena, ao mesmo tempo, setores como o administrativo, o contábil, o financeiro e o de TI nas empresas
Salário: entre R$ 28 mil e R$ 40 mil
Formação exigida: administração de empresas
Por que estará em alta: torna o negócio mais competitivo e desburocratiza os processos internos

Gerente de Planejamento Tributário

O que faz: calcula impostos, elabora demonstrações contábeis e faz atualização da legislação fiscal
Salário: entre R$ 16 mil e R$ 22 mil
Formação exigida: direito e ciências contábeis com especializalção em direito empresarial
Por que estará em alta: constroi planos para reduzir a carga tributária das empresas




> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com
> Facebook: