Concursos de TI

[Concursos%20de%20TI][bleft]

APOSTILAS

[Download][bsummary]

DICAS

[Dicas%20TI][twocolumns]

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

[Ciência%20e%20Tecnologia][twocolumns]

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

[Segurança%20da%20Informação][bleft]

Dicas para trabalhar com Tecnologia da Informação no Canadá.

 Dicas para trabalhar com Tecnologia da Informação no Canadá. Publicar
Dicas para trabalhar com Tecnologia da Informação no Canadá.
*Por Ilya Brotzky

O processo imigratório está em alta, especialmente por brasileiros interessados em trabalhar na área de tecnologia em outros países. E, um fato importante e determinante é que existe uma procura muito grande por esses profissionais, principalmente por empresas do Canadá, ou seja, não há disparidade entre a oferta e a demanda para esse setor.

Esse é um mercado muito promissor e tende a crescer constantemente, já que o governo canadense está projetando diversas opções para as pessoas que estão interessadas nessa área. De acordo com a British Colombia, nos próximos anos somente a cidade de Vancouver disponibilizará em torno de 15 mil vagas de tecnologia, principalmente na área de programação. Mas, isso ocorre devido à falta de mão de obra qualificada de profissionais deste segmento no país.  Porém é preciso ter muito cuidado e seguir algumas orientações importantes.

Trabalhar fora do país é desafiador, mas ao mesmo tempo é muito enriquecedor e, sem dúvida, uma das melhores experiências que um profissional pode vivenciar. Um dos pontos positivos é o networking qualificado com pessoas que exercem a mesma função e trabalham em áreas semelhantes. Essa troca de experiências é rica e poderá ser utilizada em qualquer ambiente de trabalho, e também criar um relacionamento profissional, que muitas vezes pode gerar novos negócios. Uma das vantagens também é o conhecimento de outras culturas e o aprimoramento das línguas estrangeiras, além de conviver com pessoas diferentes.

Uma das questões para se atentar é a respeito do visto permanente, que é um processo muito burocrático. Por este motivo, é interessante que o profissional viaje para o Canadá a passeio, com o objetivo de conhecer as pessoas que residem no país e fazer contatos profissionais com quem trabalha na área de tecnologia, pois dessa maneira ficará muito mais fácil para quando ele for mudar definitivamente, e já providenciar os documentos necessários para ter o visto a fim de facilitar esse processo.  

Dessa maneira, o profissional já pode ter definido qual empresa irá trabalhar, e até mesmo, propor de serem feitos trabalhos freelancer no Brasil, para que a própria empresa conheça as suas aptidões. Nesse período de tempo é preciso cuidar de toda a parte burocrática, como o visto definitivo para morar no país, que sempre são demorados e imprevisíveis, pois não são todas as pessoas que conseguem e por isso é importante mostrar para o governo que ele terá emprego remunerado para garantir a sua permanência no país.

Outro ponto importante é o fato do mercado do Canadá ser diferente de muitos outros países, pois o profissional de TI não precisa necessariamente ter o superior completo, mas apenas experiência na função que será exercida. É imprescindível nesse caso que se apresente o site oficial e o portfólio do seu trabalho, que será usado como critério de avaliação para a vaga. 

Além dessas dicas, a que mais se destaca e é primordial é a questão do idioma. É imprescindível que o candidato tenha fluência em inglês para se destacar na entrevista, e ter um diferencial perante os outros entrevistados. Por isso, sugiro que sejam feitos muitos cursos e atividades como forma de treino.

Para que o candidato comece na busca por trabalho, é interessante no primeiro momento elaborar um mailing com o nome de todas as empresas e o contato dos responsáveis pela contratação, para que possa encaminhar o currículo e o portfólio, e dessa maneira muitas vezes os profissionais já conseguem uma atividade antes de chegar no país, ou mesmo já com entrevistas agendadas.

De acordo com a Câmara de Comércio Brasil-Canadá (CCBC) cerca de 25% dos profissionais do setor de tecnologia da informação e comunicações são imigrantes. Por este motivo, podemos perceber que há muito mercado para os interessados, mas é preciso se dedicar, seguir algumas orientações e estudar muito para se diferenciar entre os interessados.

*Por Ilya Brotzky, CEO e fundador da VanHack, empresa canadense que busca ajudar brasileiros a trabalhar no mercado digital do país da América do Norte.


AUTOR: CLÁUDIO FLORENZANO: É graduado em Gestão da TI e Pós-graduando em Segurança da Informação. Fundador e CEO da Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação. Clique no botão "acompanhar" e siga-me no Facebook:
| Twitter: @claudioluciano | E-mail: c.luciano20@gmail.com

Compartilhe:

Comente com o Facebook: