quinta-feira, 5 de maio de 2016

Até quando o profissional de TI será desvalorizado? Precisamos ser protagonistas!

Até quando o profissional de TI será desvalorizado? Precisamos ser protagonistas!
Até quando o profissional de TI será desvalorizado? Precisamos ser protagonistas!
Quando resolvi entrar na área de TI em meados de 2001, acreditei firme e não me arrependi que seríamos e somos a profissão do século 21. Confirmado pela FIRJAN em 2012

Graças aos profissionais de TI, as pessoas podem ser comunicar facilidade, tecnologias são indispensáveis hoje em dia, mas a medida que a tecnologia avança, o profissional criador disso tudo parece ficar obsoleto por não receber o justo e ser desvalorizado.

Talvez a gente tenha dado "poderes" acima da conta para os computadores, e eles acabaram sendo os protagonistas, e nós o atores coadjuvantes

Ao contrário de profissões, como a de Advogado, que quando ganha uma grande causa, ele é o protagonista. Criamos supercomputadores e os supercomputadores são os protagonistas ou as empresas, e o nome de quem fez fica em "letra miúda".

A cultura brasileira é um fator que demanda tempo para ser mudado, mas precisa começar a ser mudado, no que diz respeito a nós profissionais de TI

Fatores como a falta de mulheres em nossa área por exemplo, e até de homens, não é por falta de vagas ou coisa parecida, é questão de valorização e proteção maior, qual mulher ou homem deixaria de fazer Administração, Direito ou Medicina. Profissões essas valorizadas e com conselhos federais que os protegem e falam por eles.

Bem verdade um profissional de TI pode ganhar mais que um administrador, advogado ou médico. Isso é tão verídico que o homem mais rico do mundo é de tecnologia, a área é rica que a Forbes fez uma lista só com profissionais de tecnologia mais ricos do mundo. O mercado de TI no Brasil cresce mais que o PIB.

Mas nem isso que citei acima atraí as pessoas, e olha que teremos um déficit de 400 mil profissionais até 2020 apenas no Brasil.

Afinal o que podemos fazer para mudar esse cenário?

Muitos são contra a regulamentação, e eu respeito isso, mas ok! voce é contra, mas voce é a favor do que para valorizar o profissional de TI?

Em minha opinião pessoal a regulamentação seria apenas um dos passos para a valorização, ou o início dela.

Se não conseguimos uma regulamentação a curto prazo, podemos lutar por novas leis que incentivem e melhorem a carreira e imagem deste indispensável profissional

Quando acontece um grande problema na área de TI, vamos citar o possível bloqueio da internet fixa, o recente bloqueios do WhatsApp ou o Ataque do WannaCry. Outros profissionais tomam a frente, e nós os verdadeiros criadores dessas tecnologias, o que fazemos? estamos deixando as outras profissionais "levar os créditos por nós".

Acaba que viramos um mero assistente que "confirma" de "modo técnico" o que outros profissionais que usurpam em nossa área falam em público como "legítimos defensores das tecnologias, que nós criamos"

A maioria dos 1,6 milhões de profissionais de TI que existem no Brasil, querem ganhar o salário justo, serem valorizados, terem porta-voz, serem protagonistas quando o assunto é tecnologia. Um conselho federal que os defendam. Talvez voce pense: "A mais um conselho só serve pra arrecadar dinheiro com anuidade", então lhe pergunto, quanto a empresa que voce trabalha já "arrecadou de voce" por não pagar o salário justo? reflita!

"Precisamos ser protagonistas de nossas próprias tecnologias."  

*Por: Cláudio Florenzano, Gestor de TI, Especialista em Cibersegurança e CEO da CBSI. 


> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com
> Facebook: