domingo, 29 de março de 2015

ESPECIAL: Times brasileiros aderem a tecnologia para fazerem a diferença em campo.

Após o sucesso da seleção Alemã na Copa do Mundo no Brasil em 2014, utilizando a Big Data para evoluir em campo, a moda "Geek Esportiva" parece que aos poucos vai tomando de conta no futebol brasileiro. Será que em breve teremos o "Analista de Sistemas de Futebol" ?

Gps no braço do jogador do Galo.
Atlético Mineiro

Os torcedores mais atentos que têm acompanhado os jogos do Galo nesta temporada, seja nos estádios ou pela televisão – principalmente em imagens aproximadas –, já devem ter notado que os jogadores estão usando uma pochete de braço, como aquelas utilizadas por praticantes de corrida. Trata-se de um GPS, equipamento que faz o mapeamento da distância percorrida e da aceleração dos atletas em campo, além de ser um importante instrumento para prevenir lesões e dar parâmetros para o trabalho físico individual.

Para colher os dados com mais exatidão durante as partidas, o clube adquiriu um aparelho moderno, específico para a prática do futebol. “É um GPS de alta precisão. O outro não era projetado para características intermitentes. Esse agora tem precisão 15 vezes maior”, ressalta Chiari.

Autorização. Não há uma norma no Regulamento Geral de Competições da CBF que proíba o uso desses dispositivos durante as partidas. Mas, até por isso, a comissão técnica retardou o aproveitamento do sistema nas partidas. De toda forma, antes do início de cada partida, o Atlético faz uma consulta ao árbitro, que dá o aval para o uso dos dispositivos. Por enquanto, não houve restrições. O GPS vem sendo utilizado em partidas em casa, tanto pelo Campeonato Mineiro, quanto pela Copa Libertadores.

O "nerd" palmeirense.
Palmeiras

Não foi só jogadores que o clube paulista contratou esse ano, também botou a "mão no bolso" e montou uma grande infraestrutura tecnológica, capaz de otimizar o trabalho de todos os setores do clube: preparação física, fisioterapia, fisiologia, nutrição e o departamento de futebol.

O clube contratou um coordenador científico, para montar toda a engenhoca tecnológica. Munido de diversos equipamentos ele passa informações minuciosas aos demais profissionais, como por exemplo dois atletas que nem foram relacionados para uma partida, porque o monitoramento em tempo real, mostrou que ambos já estavam no limite físico, e poderiam sofrer uma lesão.

Chip de última geração: diariamente os jogadores treinam com um chip capaz de medir a força gravitacional de cada movimento. O clube está trazendo um equipamento ainda mais avançado do exterior. Um dos benefícios e saber se no jogo o atleta está bem encaixado no esquema tático, como por exemplo se ele está correndo demais ou de menos.

Drones: outra ideia do clube que está em teste é fazer imagens com drones sobrevoando uma partida, integrado com GPS em cada jogador.

O Big Data gremista.
Grêmio

O clube gaúcho que repetir o sucesso da Alemanha, é tanto que comprou o mesmo software.
O Grêmio lançou oficialmente na última terça-feira (03/03) a implementação do sistema de gestão administrativa SAP.  A previsão é de que o pleno funcionamento ocorra no início de 2016. O clube irá utilizar um software alemão que foi utilizado pela seleção campeão do mundo de 2014 para avaliar o rendimento do departamento de futebol com estatísticas em tempo real.   

O vice-presidente Antônio Dutra Júnior é quem comanda o processo de implantação. O software utilizado na gestão administrativa será o SAP All-in-one. A ideia é integrar todas as áreas do clube - os principais processos de registro, controle e gestão serão contemplados. O que permitirá que as informações sejam armazenadas em uma única base, com informações de compras, vendas, estoques, finanças, contábeis, fiscais e patrimoniais.

A celebração da parceria entre Grêmio e SAP ocorreu no ano passado, na Unisinos, quando o clube apresentou detalhes do projeto. Inclusive, já dando conhecimento do processo a Luiz Felipe Scolari, uma das vítimas da Alemanha, que usou o programa para aprimorar o elenco. O valor aplicado para o uso do software foi por volta de R$ 3,5 milhões. O aprimoramento dos atletas será baseado na tecnologia SAP Hana, que dará oportunidade para a comissão técnica fazer uma análise de tempo real do desempenho dos jogadores em treinamento e jogos. A meta é que esse software entre em uso em maio deste ano, com uso de indicadores, como passes certos, finalizações, dribles e outros. 

- Os dados estatísticos serão disponibilizados pela Perform/OPTA e possibilitarão aos membros da comissão técnica tomar decisões com base em informações mais consistentes, utilizadas pelos maiores clubes do mundo, sendo o Grêmio o pioneiro na América Latina - destacou Antônio Dutra ao site oficial gremista. 

O Tricolor acertou com a empresa alemã em junho do ano passado e confirmou a parceria oficialmente em novembro, já com o atual presidente Romildo Bolzan Júnior, então candidato ao cargo, participando da apresentação. 
 

E ai será a realidade daqui pra frente no futebol moderno? 

Comente abaixo!


> Comunidade Brasileira de Sistemas de Informação
> Fundada em 13 de Outubro de 2011
> E-mail: comunidadebsi@gmail.com
> Cel: +55 92 99329-7545
> Local: Manaus, Amazonas, Brasil.

> Cláudio Florenzano, Diretor Executivo.
> E-mail: c.luciano20@gmail.com
> Facebook: